(19) 3877-2579 [email protected]

Muitas substâncias provocam alterações no organismo, favorecendo o estado de atenção e alerta. Elas também trazem disposição e eliminam o cansaço. O problema é que, ao mesmo tempo, desencadeiam malefícios, como é o caso da anfetamina.

As anfetaminas são uma drogas sintéticas psicoestimulantes, que elevam os níveis de serotonina, noradrenalina e dopamina no cérebro que estimulam a atividade do sistema nervoso central. Edellano, em 1887, foi quem primeiro obteve essa substância em laboratório, que só foi utilizada em larga escala durante a Segunda Guerra Mundial para manter os soldados acordados e mais ativos no esforço de guerra. Ficou evidente também que as anfetaminas, que se mostraram eficazes para deixá-los mais atentos e confiantes, diminuíam a sensação de fome e fadiga.

Esses tipos de substâncias estão presentes em muitos tipos de  medicamentos para tratamento de transtorno de ansiedade, TDAH,  problemas do sono, depressão, hiperatividade e até lesões traumáticas na cabeça. O uso das anfetaminas sem indicação médica, pode acarretar uma série de consequências graves e, inclusive, desenvolver uma dependência química e até mesmo outros problemas graves de saúde.

Neste artigo, vamos te explicar com as anfetaminas pode afetas a sua vida e de sua família.

Uso das anfetaminas como drogas

As anfetaminas infelizmente são usadas com entorpecentes para diversão. Algumas pessoas, que ignoram os efeitos da anfetamina no organismo, utilizam o medicamento por conta própria, com o objetivo de emagrecer ou melhorar a performance na academia, ignorando totalmente o perigo do uso sem prescrição médica.

Muitos jovens usam a droga como energético e quando misturado com bebidas alcoólicas ou demais drogas, seus riscos e efeitos podem ser incontroláveis, levando até a morte.

A droga aumenta a resistência respiratória, cardíaca e muscular, deixando a pessoa agitada e estimulada por longo período de tempo. 

Quais os prejuízos de quem consome anfetamina

Existem diversos prejuízos causados pelas anfetaminas, uma vez que ela mexe com o sistema nervoso central do corpo. Um dos prejuízos que as anfetaminas causam é a excessiva elevação da temperatura corporal. O corpo pode chegar a níveis tão altos que levam a morte do indivíduo devido aos impactos negativos sobre as proteínas em pouco tempo.

Além disso, compromete gravemente a saúde e as capacidades mentais, causando:

  • taquicardia;
  • lesões cerebrais;
  • dilatação das pupilas;
  • espasmos no maxilar;
  • insônia;
  • cansaço excessivo;
  • perda de apetite;
  • náuseas;
  • boca seca;
  • coceira;
  • dor de cabeça;
  • visão turva;
  • contração muscular;
  • depressão;
  • perda do controle dos membros;
  • alterações na pressão arterial;
  • diarreia;
  • gastrite;
  • irritabilidade.

Sendo assim,  no primeiro momento a anfetamina traz uma sensação agradável, mas está provocando diversas reações orgânicas e cerebrais no individuo. Enquanto atua, desencadeia diversos sintomas, e quando seu efeito passa, provoca outros que são terrivelmente piores.

Como saber se uma pessoa faz uso de anfetamina?

Infelizmente muitas pessoas fazem o uso de anfetamina por diversas razões e saber identificar a razão principal que está fazendo a pessoa ingerir a droga é fundamental. Lembrando que muitas vezes  o problema da dependência química pode estar dentro de casa, sem que a família perceba.

Hoje em dia, a facilidade de compra da anfetamina e a falsa sensação de bem estar e euforia, fazem da substância uma droga acessível. Fique atento aos aos sintomas que citaremos abaixo:

1. mudança de comportamento ao fazer academia com super agitação, sudorose, aumento de temperatura, aumento de consumo de agua e inquetação constante;

2. mudanças de comportamento em que a pessoa não quer mais uma vida social, não se interessa mais por divertimento, trabalho e estudo. Encontra-se sempre comprimidos em seus objetos pessoais;

3. irritabilidade alternando com quadros de depressão severas. Enquanto a droga está agindo a pessoa fica eufórica e depois tem sintomas de paranoia, depressão severa, choros e pavores;

4. abstinência com efeitos físicos e mentais, precisando de doses cada vez maiores para conseguir o mesmo resultado que era antes;

5. fica inquieto com partes do corpo como mãos, pernas e cacoetes. Não conseguindo se manter em posição de relaxamento, confusão mental com surtos psicóticos, ataques de pânico, conversas confusas, distração.

O uso de anfetaminas pode sim fazer muitas vitimas fatais. O tratamento para a dependência química dessa substancia deve ser feito acompanhado por profissionais e com muita cuidado evitando assim recaídas. Precisa de ajuda para identificar o problema? Nós podemos te ajudar! Entre em contato conosco.

Nós ligamos pra você!