(19) 3877-2579 [email protected]
Escolha uma Página

O alcoolismo é uma doença caracterizada pelo consumo excessivo de álcool, causando a dependência química. O problema costuma se revelar, inicialmente, pela predileção da pessoa em consumir, compulsivamente, bebidas alcoólicas. Acontece que a situação se estende e assume diversas outras facetas, como a dificuldade em parar com esse hábito, bem como o desenvolvimento dos efeitos da substância — o que leva a pessoa a consumi-la em proporções cada vez maiores.

Hoje em dia, o alcoolismo é tido como uma doença psiquiátrica pela Organização Mundial da Saúde (OMS), mas com efeitos físicos também, uma vez que progride para alterações fisiológicas no corpo do usuário.

Preparamos essa matéria, para que você conheça mais sobre alcoolismo, desde os tipos de internação até os primeiros sinais para o tratamento. Ótima leitura.

Primeiros sinais para encaminhar a um tratamento

Quando essa pessoa dependente se recusa a se submeter a qualquer forma de tratamento, seja ela física ou mental, a bebida é totalmente dominante.

É comum esses indivíduos apresentarem sintomas óbvios e perceptíveis, como falta de interesse pelo trabalho, afastamento há muito tempo, isolamento do mundo, perda de apetite, agressividade e mudanças bruscas de comportamento com familiares.

Essa é a hora de procurar tratamento ou mesmo aconselhamento profissional. 

Para isso, é necessário compreender os tipos de alcoolismo: Internação involuntária, Internação voluntária e tratamento em casa.

Tipos de Tratamento

1. Internação voluntária

O paciente que voluntariamente solicitou sua própria internação ou consentimento, assinou um documento no momento da internação, ou seja, uma declaração afirmando que escolheu esta opção de tratamento.

O término da internação é feito com base na solicitação por escrito do paciente ou na decisão do médico responsável.

2. Internação involuntária

A família do usuário, viciado em drogas ou alcoólatra que perdeu a capacidade de julgar e criticar, sobre os riscos de vida a que está exposto e os perigos que representa para aqueles com quem está associado.

Quando o abuso de substâncias atinge um estágio em que as habilidades psicológicas da pessoa são prejudicadas e não podem procurar ajuda por conta própria.

Nesse caso, a decisão de internação é tomada por familiares com laços consanguíneos (pais, filhos, avós, tios, sobrinhos) que assinam a autorização. Os cônjuges não têm essa permissão.

Após o envio do pedido, o dependente químico será examinado por um médico que deverá emitir laudo confirmando a necessidade de internação. No caso desse tipo de internação, o pedido pode ser feito diretamente a uma clínica especializada em tratamento antidrogas.

3. Tratamento em casa

O tratamento de álcool em casa é uma inovação direcionada a pessoas que não podem parar a sua vida totalmente para tratar o grave problema com alcoolismo.

O tratamento residencial para alcoolismo é assistido pela equipe da Clínica Huxley e seus profissionais, para que o paciente possa fazer um tratamento seguro, parcialmente em casa, sem ter que parar sua rotina totalmente.

Para iniciar esse tratamento, é feito uma bateria de exames como o eletrocardiograma, exames eletroencefalográficos, avaliação neuropsicológica e exames de sangue, para assim ser iniciado o tratamento.

Esse tipo de tratamento utiliza técnicas europeias para que o paciente continue após a avaliação do tratamento em casa. Trata-se de um procedimento curto, objetivo e estruturado.

Embora esse tipo de tratamento siga rigorosamente todas as normas internacionais, existem alguns casos que necessitam de internação. Por isso, procure uma clínica médica de recuperação para mais informações sobre esse tipo de tratamento.

E em qualquer caso, se houver um ente querido que precise de tratamento, convença-o de que ainda é possível sair do problema, tratar-se e tentar ser feliz e saudável.

Sobre a dependência em álcool e seu tratamento

A dependência em álcool é um problema grave que atinge milhares de famílias em todo mundo. 

O alcoolismo, também conhecido como dependência de álcool, é uma doença que se desenvolve após o uso repetido de álcool. Geralmente está associada aos seguintes sintomas (não necessariamente ocorrendo ao mesmo tempo):

  • Compulsão e forte necessidade ou desejo incontrolável de beber.
  • Dificuldades em controlar o consumo e incapacidade de parar de beber após começar.
  • Sintomas de abstinência física, como náusea, suor, tremor e ansiedade, ocorrem quando parar de beber.
  • Tolerabilidade, ou seja, uma dose maior de álcool é necessária para atingir o mesmo efeito que era obtido com uma dose menor ou menor antes, e o efeito do uso da mesma dose da substância está ficando cada vez menor.

Portanto, é necessário reforçar a importância do auxílio profissional no processo de tratamento para dependência em álcool. 

Para saber mais a respeito desse tipo de solução, e os tratamentos para alcoolismo acesse o nosso site e fique por dentro do nosso programa de recuperação e reabilitação para dependentes em álcool.

5 1 vote
Article Rating