(19) 3877-2579 [email protected]

Internação involuntário é um assunto bem delicado. Você sabe o que é necessário uma internação psiquiátrica causada pelas drogas? Tem idéia de quanto esse  tratamento pode melhorar a vida e de toda a sua família? Entende os  resultados isso tudo pode trazer? Nesse artigo, vamos mostrar de detalhar as principais dúvidas de como um internação pode trazer resultados imediatos para sair dessa triste realidade.

Qual é o momento certo da internação?

Essa, com toda certeza, é a principal dúvida de quem convive com uma pessoa próxima que é dependente. Essa resposta é mais simples do que se imagina. Para que o tratamento gere o efeito ao qual ele se propõe, é preciso que o usuário esteja convencido de que essa é, realmente, a melhor opção.

Sim, é necessário que a pessoa aceite a ser ajuda! É necessário o entendimento da gravidade do problema para que haja entrega no tratamento.Por isso, o momento certo é quando a própria pessoa aceita que está doente e busca uma forma de se livrar dessa enfermidade. A luta para viver longe dos narcóticos vai durar a vida inteira, mas, com muita dedicação e apoio especializado, é possível, sim, que ela não os use nunca mais.

Como internar?

Após convencer o seu parente ou amigo a se internar, é preciso saber como funciona a internação. Você vai ter que buscar a clínica que melhor vai atender ao paciente e isso pode ser feito de diversas maneiras:

  • procurar em sites especializados;
  • fazer pesquisas e procuras na internet;
  • ligar para opções;
  • verificar com o Ministério da Saúde as possibilidades de clínicas públicas;
  • pesquisar o melhor custo-benefício.

Após essas análises pesquisa, você pode visitar algumas delas e perguntar como funciona o tratamento. Conversar com o médico da equipe. Cada clínica de recuperação tem um tipo de tratamento diferente e um processo de diagnóstico para dependência química.

Algumas clínicas de recuperação, trabalha com remoção especializada. O processo que uma família passa com pacientes com dependência química em álcool e drogas, síndromes, transtornos e depressão são facilitados pelo apoio de profissionais capacitados em diversas áreas.

Entre a fase em que a família decide pela internação voluntária ou involuntária de seu parente e a internação propriamente dita, a remoção do paciente está entre os pontos cruciais para o sucesso de um tratamento bem sucedido.

A remoção é feita por profissionais qualificados o que traz tranquilidade nesse primeiro passo, em busca de uma vida melhor para o paciente e sua família.

Quais as chances de a internação involuntária causada pelas drogas curar a dependência?

A dependência química não tem cura, porém ela tem tratamento. O que acontece e que quando o corpo humano experimenta a sensação da droga, ele automaticamente se vicia nisso. O cérebro humano não esquece a sensação da droga. Existem muitos casos de pessoas que nunca mais voltaram a usar narcóticos, mas sempre com uma vida regrada e vigiada.

A internação é comandada por uma série de profissionais capacitados: psicólogos, médicos, enfermeiros, terapeutas, entre outros. Além disso, as atividades dentro da clínica vão fazer com que a pessoa não tenha sequer tempo para pensar em usar as substâncias alucinógenas. Ela vai ver a realidade dos colegas que ali estão e, ao sair, vai estar preparada para enfrentar a sociedade e ficar longe do consumo de entorpecentes.

Sobre a Clínica Huxley

A Clínica Huxley trabalha com dependentes químicos em todos os estágios. Hoje a Clínica Huxley possuiu tratamentos para dependentes químicos(álcool e drogas) e depressão. Utilizando métodos consagrados da comunidade científica internacional e também de comunidades terapêuticas de todo o mundo, para a recuperação de seus pacientes.
Com o crescimento alarmante do número de dependentes químicos, foi desenvolvido um projeto terapêutico adaptando as necessidades específicas de cada faixa etária e sexo, afetada pela adicção, ou seja, o paciente é avaliado pela equipe multidisciplinar e será elaborado um programa de tratamento específico para ele. Com linguagem e conteúdo direcionado, objetivando o resgate social e comportamental destes indivíduos.
A equipe que responsável pelo tratamento é composta por: Médico Psiquiatra,  Psicólogos, Terapeutas, Enfermeiros padrão e Auxiliares de enfermagem, Educador Físico e Coordenadores e monitores de unidade.

 

Nós ligamos pra você!