iNewsletter

Receba nossos informativos

iDocumentosÁrea do cliente

Ainda não é cliente?Cadastre-se aqui

  • facebook
  • linkedin
  • wordpress
  • Twitter
Plantão

Drogas e Efeitos

O gráfico abaixo co-relaciona a dependência com os danos físicos causados por diversas drogas. uma droga que tem baixo índice de dependência pode causar mais danos a saúde do usuário do que uma droga com alto índice de dependência

Na tabela abaixo, quanto mais para "cima" esta a substancia, mais dependência ela causa, e quanto mais a direita maior os danos físicos causados

 

 

Crack

Crack é uma droga fumada, é uma mistura de bicarbonato de sódio e pasta de coca seu efeito tem duração de aproximadamente 1 minuto e é mais forte que o efeito da cocaína, é uma das drogas de maior preferência no Brasil.

Dependência

 

A dependência do crack, diferente de outras drogas começa logo nos primeiros usos da substancia, que é muito difícil de ser suportada sem nenhum tipo de assistência seja por parte de uma equipe dou dos familiares, é recomendado procurar ajuda especializada em clínica logo no começo da adicção.

Identificando possível usuário

Se há suspeitas de que algum familiar amigo ou pessoa  esteja usando crack observe os seguintes aspectos  para melhor identificação.

-Grande perda de peso em período curto de tempo

-A pessoa dorme em horários em que deveria estar acordada e fica acordada em horário em que se deveria estar dormindo

-Deixou de freqüentar trabalho, escola, faculdade ou outras atividades rotineiras.

-Deixou de realizar tarefas domiciliares como arrumar cama lavar louça etc...

-Abandono de higiene pessoal básica: não toma banho, não corta unhas, cabelo,  troca de roupa com freqüência muito pequena etc..

-Falta de atenção, comportamentos estranhos, agressividade, mudança na forma como se relaciona com pessoas que conhece a vida inteira como pais e parentes.

 Se ha suspeita do uso e você reparou em qualquer um dos aspectos acima ou reparou em qualquer mudança comportamental e esta em duvida se a pessoa é usuária de crack ou não entre em contato através de nosso site para orientação e esclarecimento de duvidas.

Tratamento

O tratamento mais indicado para o usuário de crack é em clínica especializada com equipe multidisciplinar motivada constituída por médicos, psicólogos, educadores, terapeutas, especialistas em dependência química. Nestas condições as chances de tratamento e sobrevivência são muito maiores.

È possível o usuário conseguir cessar o uso da droga por conta própria, porém a chance é muito remota, alem dos riscos de morte que o simples uso da droga traz quem usa crack, o usuário muitas vezes se envolve em situações perigosas que também pode levar a morte, exemplos: Ser preso, envolvimento e divida com traficantes, roubos para sustentar o vicio etc.

Informações adicionais a respeito do crack

Efeitos psicológicos:

Entre os muitos efeitos psicológicos causados pelo crack podemos citar como principais: alegria, euforia, suprema confiança, perda de apetite, insônia, desejo de consumir mais droga, paranóia enquanto sobre efeito da droga,  O efeito inicial é a liberação de grande quantidade de dopamina substancia natural do cérebro que causa euforia e prazer, o problema é que para equilibrar a grande quantidade de dopamina liberada, uma grande quantidade dela é eliminada causando o efeito oposto que pode ser configurada como uma grande depressão

Efeitos Fisiológicos

Em curto prazo: aumento da temperatura  corporal, constrição dos vasos sanguíneos, pupilas dilatadas, batimentos cardíacos elevados e pressão arterial elevada.

O uso continuo de crack pode causar AVC, destruição de neurônios, degeneração dos músculos, morte súbita,  comportamento violento e destrutivo até mesmo contra as pessoas mais queridas como pais e familiares.

Crack no estado de São Paulo

O crack pode ser obtido com um preço mínimo de até R$ 2,00 o que ajuda muito na sua disseminação que alem de barata é muito devastadora, ao longo prazo o usuário se torna um “zumbi” ou, na linguagem popular, um “nóia”. A droga não faz escolhas sociais afetando todas as classes indistintamente.

 

Cocaína

A Cocaína é uma droga que tem como origem a planta Erythroxylum coca, ou simplesmente coca. Tem um aspecto de pó branco-amarelado.

A cocaína é consumida  pelas vias respiratórias inalando o pó com o auxilio de qualquer objeto cilíndrico seus efeitos no momento do uso e desejados pelo usuário  são: sensação de poder, euforia, ausência de medo, agressividade, perda do apetite, e insônia

Cocaína no organismo

A cocaína também causa: hipertensão arterial, vaso constrição, urgência de urinação, tremores, taquicardia.

Em longo prazo consta-se principalmente a perda de memória, capacidade de concentração mental, falta de ar permanente, cefaléias, desmaios entre outras causas, há ainda complicações mais graves como arritmias cardíacas fatais, trombose coronária com enfarte do miocárdio, trombose cerebral com AVC e insuficiência renal e cardíaca.

A droga tem um forte poder viciante chegando a ser superior ao poder do álcool maconha ou tabaco.

 

Outras substancias que são consumidas conseqüentemente ao se consumir cocaína

 

O processo de batizar visa aumentar o lucro de quem vende batizar a droga é misturar outras substancias para gerar volume maior e mais barato da droga, saiba aqui quais são algumas substancias misturadas a cocaína que se encontra hoje em dia.

 

Organismos governamentais americanos advertem que na sua origem o pó  sai  com Hidroxizina e Levamizole  misturados na quantidade de 20 por cento.

Hidroxizina :

È  um  antialérgico  que é utilizado porque tem aparência de cocaína, mas é bem barato.

Nunca foi testado em grávidas, portanto pode gerar malformações, causa também  sonolência, convulsões  tremores e agitação

Levamisole :

Por  ser muito perigoso , seu uso em seres humanos foi proibido em 2000.

È  um vermífugo veterinário, barato também e acredita-se que aumenta o tempo que a cocaína fica no sangue ( meia vida ).Também chamado  Ascaridil .

Seu pior efeito colateral  grave é a granulocitopenia ( diminuição dos glóbulos s brancos do sangue).

Como  são os glóbulos brancos que fazem a defesa contra germes e vírus , se seus glóbulos ficarem      em concentração menor que 4.000 un/ml  você terá muitas chances de pegar infecções .

Portanto, utilizar cocaína e ter relações sexuais pode se tornar fatal.

A utilização de cocaína contaminada pelo levamisol pode levar a sintomas como: Febre alta, inchaço dos gânglios linfáticos, lesões dolorosas na mucosa da boca e ânus e infecções de repetição

Verapamil :

Remédio para o coração, para pressão  alta e para arritmias cardiacas .

Acredita-se que potencializa a ação da cocaina , fazendo assim "render" mais .

Pode causar constipação  intestinal ,distrbios gástricos , vertigem , fraqueza , nervosismo ,hipotensão ortostática e cefaléia.

Salbutamol :

Remedio para asma.

É  utilizado para acelearar o coração e dar a sensação de droga de boa qualidade.

 

Seus efeitos colaterais são tremores , nervosismo , dor de cabeça , cãimbras musculares , palpitações , taquicardia-frequencia cardiaca rápida  (que é o efeito que os usuarios querem ) , arritmias, rubor , isquemia do miocardio , disturbio do sono e  do comportamento .

Sobre esta substância  , que é acrescentada a cocaína , vale a pena  salientar que a cocaína em sí já apresenta risco de arritmia cardiaca ( coração passa a bater de forma irregular ) .

Hoje em dia , principalmente em pacinetes acima de 40 anos , não é dificil a morte por causas cardiacas e acredito que esta substância acrescentada pode ser a responsável por muitas delas.

Metais pesados :

Para retirar o alcalóide das folhas de coca é necessário um ácido forte e uma base forte .

Segundo noticias da imprensa, estão utilizando acido de baterias , como os traficantes buscam o menor preço possivel presume-se que utilizam baterias usadas, e em baterias usadas estes ácidos e bases estão contaminados com metais pesados que vão para a cocaína e consequentemente para o organismo do usuario

Cafeína :

Mistura-se hoje quantidades enormes de cafeína ao “pó de rua“ ou cocaína.

Cafeína  muitos conhecem, mas o que poucos sabem é que ela aumenta a capacidade de trabalho do coração, e aumenta a produção de suco gastrico. A cafeína causa também irritabilidade, dor de cabeça e insonia.

10 gramas de cafeína podem matar um ser humano. Observe que para conseguir ingerir 10 gramas de cafeína tomando café seria nescessario tomar aproximadamente  90 chicaras de café e rapido.

Juntamente com o salbutamol e o verapamil acima descritos , ela tambem age sobre o coração , aumentando o seu potencial toxico. Um efeito muito negativo em particular é a insonia causada pela cafeína que aumenta o sofrimento do “Cranch“ que é a agonia(abstinencia) que o usuario sente quando cessa o uso.

Com a cafeína potencializando a fissura e a insonia  pela cocaína temos como resultado  usuarios desesperados pela droga em estado de confusão mental e irritabilidade muitas vezes alcoolizados

Baygon :

È  um inseticida  composto por uma mistura de substancias .

Utilizada na cocaína de rua para "estontear"  e dar a impressão que a droga é de qualidade.

Composto de piretróides , pode causar tremores , falta de ar e paralisia .

Utilizado para matar grilos , baratas , formigas carpinteiras e outros insetos .

Considerações finais

Na prática diária , fazemos testes toxicológicos em usuários que acreditam estar usando cocaína e o resultado para o exame de urina é negativo , isto é , aquilo que estava sendo utilizando não era cocaina, provavelmente uma mistura das substancias mencionadas acima ou até outras não conhecidas.

Fato que alerta para o grande perigo de consumir o “pó de rua“ que muitas vezes nem cocaína é. O dependente de pó precisa com urgencia de atendimento especializado, seu uso pode se tornar potencialmente fatal levando em conta os efeitos da cocaína e das substancias acima mencionadas e outras que ainda não se tem conhecimento.

 

Heroína

Surgiu em 1898 e é um derivado do ópio cujo nome foi dado pela empresa Bayer.  A primeira intenção era usar a Heroína como um substituto da morfina para eliminar a grande dependência que esta causava, porém a heroína foi proibida pouco tempo depois por causar grande dependência.

Heroína no Brasil

A Heroína não é comum no Brasil, é uma droga mais forte que o crack porém o preço é muito alto tornando-a desinteressante para a maior parte da população brasileira que não teria condições de sustentar o "vicio".

Efeitos

O usuário sente estar no paraíso, efeito que dura em média 10 minutos e  é seguido por ansiedade e mal estar, e ao passar os efeitos ansiedade e depressão.

Ao contrario da maioria das drogas, as pupilas se contraem ao invés de dilatar, fato que ajuda a diferenciar o usuário de heroína dos usuários de outras drogas.

Na abstinência temos: depressão, espasmos, vômitos, agitação, dores nos músculos e ossos, insônias, se a pessoa for muito dependente e estiver com a saúde muito degradada é possível a pessoa ir a óbito.

Tratamento

O tratamento deve ser feito em clínica médica especializada acompanhado por psiquiatras, psicólogos, enfermeiros, terapeutas etc.. usa-se também a metadona , uma analgésico que tem a mesma origem da heroína e anula em parte a dependência da mesma, uma estratégia as vezes utilizada é de mandar o dependente para morar em outro país aonde a droga seja praticamente inexistente, no Brasil é infinitamente mais difícil conseguir heroína do que nos Estados Unidos por exemplo, diminuindo as chances de recaída.

Conclusão

Apesar de causar dependência química mais intensa  e ser mais devastadora do que o crack , a heroína não é muito preocupante no Brasil devido sua baixíssima popularidade.

 

Maconha

“A pessoa quando começa a fumar maconha na adolescência (entre 14 e 15 anos) aos 25 anos ela já apresenta perda grave de funções cognitivas (capacidade de entender e aprender).”

Cânabis ou canabís popularmente conhecida como maconha, erva, marijuana, etc... é a droga mais popular e consumida no país, mais comumente é fumada enrolada em papel de cigarros. O que leva a pessoa ao consumo é a falsa crença de ser uma droga que “não vicia” e não faz ou não faz tão mal quanto as outras drogas. Causa em curto prazo (na hora do consumo) relaxamento muscular, distorções da percepção do tempo e espaço entre outros.

Problemas respiratórios

Muitos usuários acreditam que fumar maconha é menos prejudicial ao sistema respiratório do que fumar tabaco. Os estudos mostram que fumar de 3 a 4 cigarros de maconha por dia equivale a fumar mais que 20 cigarros de tabaco. Isso acontece por que o fumante de maconha recebe uma carga liquida de partículas cerca de quatro vezes maior do que o do fumante de tabaco. Isso acontece por que o volume de tragada é 2/3 maior, é inalada uma quantidade de fumaça 33% maior e também o usuário de maconha retém a fumaça um tempo que chega cinco vezes maior no pulmão para maior absorção e potencialização do efeito da droga. Ou seja, uma pessoa que faz uso constante da droga tem as mesmas chances ou até maiores de desenvolver câncer e complicações no sistema respiratório do que um usuário comum de tabaco.

Efeitos Fisiológicos Negativos

Psicoses, problemas de memorização e aprendizado, surto psicótico, disfunções sexuais, cânceres de laringe, pulmão e testículos, Carcinoma espinocelular bucal.

Identificando possível usuário

Olho avermelhado observe se o possível usuário tenta esconder este sintoma, tosse seca sem periodicidade, dificuldade em encontrar palavras e comunicação, funções cognitivas prejudicadas, ou verificando o cheiro na roupa do possível usuário.

Funções Cognitivas

O usuário de maconha em longo prazo tem suas funções cognitivas prejudicadas, ou seja, a capacidade de percepção aprendizado e recordação de toda informação captada através dos cinco sentidos. O uso de maconha causa manifestação de doenças mentais em usuários que tem pré-disposição para as mesmas.

O fumante de maconha tem sua vida social e profissional prejudicada devido às complicações mencionadas acima.

 

Advertência

Lesões causadas pela maconha podem ser tão graves quanto às causadas por outras drogas mesmo ela tendo um índice de dependência menor.  Estas lesões e seqüelas são irreversíveis e para toda vida, impedindo o usuário de levar uma vida plena. A dependência química de maconha é um problema tão sério quanto à dependência de álcool cocaína e crack e deve ser tratada como tal.

 

⇐ Voltar

Rua dos Expedicionários, 777, Centro, Artur Nogueira - SP - CEP: 13160-000 - Fone(s): (19) 3877-2579 / (19) 3877-2467