O que é a droga e quais são os seus efeitos

Pela definição correta, “droga” é toda e qualquer substância, seja ela natural ou sintética que se introduzida ao organismo, ela pode alterar funções na mente e no corpo.  Mas para entender melhor os seus efeitos, é importante destacar a causa do uso da droga e o que acontece com a pessoa.

Sobre o uso geral da droga

Em geral, as pessoas costumam usar a droga pela simples razão de que algo não está suficientemente bem na sua vida. Ou, pelo contrário, por se sentir bem, a droga pode ser uma ferramenta para a continuidade do prazer. De qualquer forma, ela está intimamente relacionada ao fato comportamental, de origem emocional e psicológico da pessoa.

Desta forma, destacamos aqui alguns dos principais motivos que a pessoa faz uso da droga:

  • Adaptação a grupos ou meios;
  • Válvula de escape ou fugir de algo;
  • Relaxamento;
  • Minimizar problemas;
  • Falta de identidade;
  • Ansiedade;
  • Experimentação de coisas novas ou aventura;
  • Problemas pessoais em família e em relações sociais
  • Depressão.

Por acreditar que nas drogas, estes problemas são possíveis de serem amenizados, ou na melhor das hipóteses, eliminados da frente, o uso continuado tende a agravar outros problemas, além destes.

Os efeitos da droga e suas consequências

A primeira instância, o uso “normal” de substâncias químicas e naturais pode parecer no momento, ideal para relaxar e “sair de si” de forma controlada e legal. Mas, com o tempo, o uso contínuo tende a criar hábitos e a partir de então, sobrevém o vício. Com isso, os efeitos que antes poderiam ser agradáveis tornam-se mais um peso.  O vício é a parte em que o corpo irá precisar de doses cada vez maiores, justamente para conseguir os mesmos efeitos “positivos”, o que daí, termina por aumentar bastante o risco de morte pela overdose.

Os efeitos mais “positivos” são os de sensação de bem-estar, euforia, felicidade e coragem.

O efeito da droga em poucos minutos já podem ser percebidos, e dependendo da substância ingerida, pode durar de poucos minutos a algumas horas. Na verdade, os efeitos causados no corpo podem ser algo irrelevante se comparados às suas consequências como no comprometimento sério no funcionamento do fígado, estômago, coração, pulmões, rins e cérebro.

Vejamos:

1. Efeitos drogas depressoras no SNC (Sistema Nervoso Central) : álcool, inalantes e opióides

Tais drogas apresentam uma diminuição das atividades cerebrais, deixando o usuário mais devagar, desligado e menos sensível aos estímulos externos .

2. Efeitos de drogas estimulantes no SNC : cocaína/crack, ecstasy e anfetaminas

Estas substâncias aumentam a atividade cerebral, sensação de alerta, disposição e resistência. Porém ao final de seus efeitos, conferem cansaço, indisposição e depressão..

3. Efeitos de drogas perturbadoras no SNC : haxixe, skank, maconha e LSD.

São relativos á distorção das atividades cerebrais, podendo causar pertubações quanto ao espaço e tempo,  distorções nos cinco sentidos e até mesmo alucinações. Grande parte destas substâncias é proveniente de plantas.

Para saber mais sobre as drogas, seus efeitos e consequências, se você curtiu estas informações, não esqueça de entrar em contato conosco ou confira as nossas dicas sobre os prejuízos causados pelos diversos tipos de vícios!

Deixe um comentário

Seja o Primeiro a Comentar!

avatar
  Inscrever-se  
Notificação de